Food and beverage

Cultura de segurança e qualidade de alimentos

child drinking water

Contate-nos

Como podemos te ajudar?

Solicite informações

Já sabe o que precisa?

Solicite orçamento

Melhore a segurança e a qualidade de seus produtos e serviços e atenda consistentemente às expectativas dos clientes.

O desenvolvimento e o aprimoramento de uma cultura de qualidade e segurança apoiam seu compromisso com a consistência, a melhoria contínua e a satisfação do cliente. Esses são benefícios comerciais tangíveis que desempenham um papel importante na construção de resiliência e desempenho comercial sustentável.

O que é cultura de segurança de alimento?

A cultura de segurança alimentar pode ser definida como as atitudes, valores e crenças de segurança alimentar compartilhados por um grupo de pessoas. É o produto das atitudes, crenças e comportamentos dos funcionários que determinam o compromisso e a robustez da gestão de segurança alimentar de uma organização. Com efeito, a cultura de segurança alimentar de uma organização reflete "como fazemos alimentos seguros por aqui".

Estudando os incidentes de origem alimentar, percebe-se que a maioria é causada por falhas das BPF’s (Boas Práticas de Fabricação) e raramente causadas por falhas do sistema de segurança alimentar. Mostra a importância de compreender os comportamentos das pessoas e quais são os antecedentes que influenciam suas ações e atitudes.

A cultura de segurança alimentar não é apenas uma questão técnica. É também a implementação de um padrão de sistema de segurança alimentar. Inclui o compromisso de gestão demonstrado através da visão da organização, valores, sistemas de pessoas, consistência, responsabilidade e adaptabilidade. Relaciona-se também com os perigos e a sensibilização para os riscos e as práticas adoptadas de reforço da aprendizagem e do comportamento.

Benefícios de desenvolver uma cultura de segurança alimentar

Com os consumidores cada vez mais preocupados com a segurança e qualidade dos alimentos, o sucesso a longo prazo de uma organização depende de atender a essas preocupações e também cumprir requisitos legais cada vez mais rigorosos.

Com um sistema de entrega de alimentos cada vez mais complexo e fragmentado, as empresas precisam ir além das regras escritas, supervisão regulatória e práticas alimentares seguras. A segurança alimentar deve tornar-se uma parte viva da cultura da empresa para ser verdadeiramente sustentável.

O sucesso exige que os líderes e gerentes de toda a organização, desde o CEO até os supervisores de fazenda, campo e chão de fábrica, se envolvam. Para promover uma cultura de segurança alimentar, comunicação regular, educação, métricas, trabalho em equipe e responsabilidade pessoal são essenciais.

Qualquer prática destinada a manter a oferta global de alimentos segura deve ser habitual e sistêmica. Tais qualidades podem ser promovidas naturalmente dentro de um ambiente cultural positivo e favorável. Envolver os funcionários para adotar novas habilidades, como adaptabilidade e conscientização sobre riscos, pode transformar as práticas alimentares seguras de conversas teóricas em ações vivas.

Além disso, a certificação bem-sucedida de todos as normas reconhecidos de segurança alimentar exige um plano de cultura de segurança alimentar.

Como começar

Combinando conhecimentos comportamentais, técnicos e setoriais, a DNV pode fornecer uma visão geral de alto nível da cultura de segurança alimentar, apoiando o entendimento do nível de maturidade atual e definindo ações além do gerenciamento de sistema e pessoas.

A DNV é um organismo de certificação terceirizado credenciado e pode ajudá-lo em toda a jornada de desenvolvimento de uma cultura de segurança alimentar, desde treinamento relevante até autoavaliações, análise de lacunas e, finalmente, para auxiliar na progressão para serviços de certificação.

Saiba mais como começar caminho para a certificação

Contate-nos

Como podemos te ajudar?

Solicite informações

Já sabe o que precisa?

Solicite orçamento

Assuntos relacionados: