DNV.com.br

Segurança alimentar: o que vem a seguir para garantir seu futuro?

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, mais de 200 doenças são transmitidas por meio dos alimentos e uma em cada 10 pessoas adoece todos os anos por comer alimentos contaminados. Grande parte do fardo dos alimentos não seguros é evitável por meio de uma gestão sólida da segurança alimentar. To help shed light on these issues and contribute to provide improvement, DNV GL – Business Assurance and The Global Food Safety Initiative (GFSI) partnered to investigate trends in food safety.

Woman with a shopping cart

Algumas descobertas importantes 

  • Os participantes da indústria de alimentos e bebidas estão bem cientes da importância geral da segurança alimentar. Proteger os consumidores é o fator mais importante (88%), seguido pelo cumprimento das leis e regulamentos (69%) e requisitos do cliente (61%)
  • Os riscos operacionais são vistos de longe como a principal ameaça relacionada à segurança alimentar (77%). A falta de cultura de segurança alimentar está em segundo lugar na lista (31%), acima da conformidade (28%) e da vulnerabilidade à fraude alimentar (18%).
  • Os requisitos de clientes existentes (79%) e de novos clientes (46%) estão entre os principais motivadores para a certificação de sistemas de segurança alimentar. A certificação também é uma forma de aprimorar os programas de segurança alimentar para 54%.
  • Menos de 1 em cada 10 empresas de alimentos e bebidas considera que as novas tecnologias digitais contribuem para melhorar a segurança alimentar de hoje em dia. Em 3 anos, quase 4 em cada 10 vêem a digitalização apoiando a segurança alimentar.